Piscinões cumprem papel das várzeas ocupadas desordenadamente


A RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) está situada sobre um planalto com baixos declives e encontra-se entre as áreas mais densamente povoadas do mundo. Ao longo do tempo essa ocupação ocorreu de forma desordenada e desprovida de planejamento urbano.

O processo acelerado de urbanização, a partir dos anos 60, sobretudo, trouxe como conseqüência a impermeabilização do solo. Todo o espaço antes destinado ao armazenamento natural das águas, ou seja, as várzeas dos cursos d'água, acabaram substituídas por áreas construídas que viriam a se tornar novas áreas inundáveis. Acrescenta-se a isso, a prática de canalizações dos rios e córregos, muitas vezes de forma radical, alterando o comportamento das enchentes e não resolvendo o problema, uma vez que as cidades continuaram crescendo sem planejamento, exigindo cada vez mais medidas para disciplinar e conter as águas.

Visando primordialmente o combate às enchentes na Região Metropolitana de São Paulo, por meio de uma abordagem integrada dos itens críticos em todas as principais sub-bacias da bacia hidrográfica do Alto Tietê, em 1998 foi elaborado o primeiro Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê, buscando complementar as necessárias obras de melhoria hidráulica dos rios Tietê e Tamanduateí com um conjunto de soluções modulares, por sub-bacias, permitindo a execução das recomendações por etapas.

Um Plano Diretor de Macrodrenagem objetiva, em síntese, diagnosticar os problemas existentes ou previstos no horizonte de curto, médio e longo prazo - em função da urbanização -, a fim de determinar as soluções mais adequadas para as cidades, do ponto de vista técnico, econômico e ambiental. Em 2011, o DAEE iniciou estudos que contemplarão o seu terceiro Plano Diretor de Macrodrenagem da RMSP.

Com base nos estudos até então elaborados pelo Governo do Estado, por meio do DAEE, a Região Metropolitana de São Paulo possui, atualmente, 51 piscinões em operação e 2 em construção (um pelo DAEE e outro pela Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos), destinados ao armazenamento das águas das chuvas, principalmente as pesadas chuvas do verão. Por ter larga experiência técnica no segmento - conquistada ao longo dos seus 60 anos completados em 12 de dezembro de 2011 - o DAEE construiu a maioria desses reservatórios artificiais, que cumprem o papel das várzeas dos rios (29=28 prontos + 1 em obra).

O monitoramento, limpeza e segurança dos piscinões é responsabilidade das prefeituras onde se localizam. O município de São Paulo administra 20 piscinões (quatro construídos pelo DAEE, o Anhanguera, Jd. Maria Sampaio, Sharp e Oratório). Mogi Das Cruzes possui 1 piscinão construído e monitorado por sua prefeitura e, nas mesmas condições, as cidades de São Bernardo (1); Sto André (4); e Francisco Morato (1) - (tabela com relação no final do texto). O mesmo deve ser feito pelas prefeituras das demais cidades da RMSP, porém, diante das dificuldades apresentadas por elas, o Governo do Estado se propôs a ajudá-las.

Piscinões do Governo Alckmin previstos: 1 em obras (Olaria); 1 com obras contratadas (piscinão Guamiranga); 6 com recursos garantidos e licitação aprovada – CC1 e CC2 no Canal de Circunvalação no Parque Ecológico do Tietê + 4 em Franco da Rocha (os EU-08; EU-09; AV-03; e TG-09) -; 1 em licitação (Jaboticabal); além de outros 2 previstos (Miranda D´Aviz e Pindorama) .

Veja relação dos 29 piscinões construídos pelo DAEE (1 ainda em obras), investimentos e a capacidade de armazenamento (5 milhões m3):

 





 


A manutenção de 25 piscinões

Para ajudar os municípios com dificuldades na manutenção de seus piscinões, o DAEE concluiu em 12/12/2011 o processo de licitação para limpeza de 25 deles, localizados na bacia do Alto Tamanduateí (englobando a região do ABC), bacias do Pirajuçara e Ribeirão Vermelho. Vale ressaltar, que foi exatamente nessas bacias mais críticas, que o DAEE priorizou a construção de piscinões, que hoje permitem a acumulação de 5 milhões m3.

O Governo do Estado deverá investir R$ 29 milhões no trabalho que tem por objetivo manter a capacidade de acumulação dos reservatórios, contribuindo para minimizar o risco de inundações e garantir as condições operacionais do sistema, que beneficia não apenas as cidades onde estão localizados, mas toda a Região Metropolitana de São Paulo.

O DAEE estima remover mais de 245 mil metros cúbicos de sedimentos e lixo que se acumularam no fundo dos piscinões. O material será destinado a áreas de deposição autorizadas pelos órgãos ambientais.

Piscinões a serem beneficiados com limpeza e manutenção pelo Governo do Estado 


            MUNICÍPIO      

            PISCINÃO                   

             CURSO D’ÁGUA                       

 Mauá 

 Paço Municipal 

 Córrego Taboão 

 Mauá

 Petrobras

 Rio Tamanduateí

 Mauá

 Corumbé

 Córrego Corumbé

 Mauá

 Jd. Sonia Maria

 Córrego Oratório

 Diadema

 Mercedes Bens

 Ribeirão dos Couros

 Diadema

 Piraporinha/Casa Grande

 Ribeirão dos Couros

 Diadema

 Ecovias Imigrantes

 Ribeirão Capela

 S. Bernardo

 Vila Rosa

 Ribeirão dos Couros

 S. Bernardo

 Volks Demarchi

 Ribeirão dos Meninos

 S. Bernardo

 Praça dos Bombeiros

 Córrego Rotary

 S. Bernardo

 Chrysler

 Córrego Chrysler

 S. Bernardo

 Mercedes Paulicéia

 Ribeirão dos Couros

 S. Bernardo

 Canarinho

 Córrego Saracantan

 S. Bernardo

 Taboão

 Córrego Taboão

 S. Bernardo

 Ford Fábrica

 Córrego Taboão

 S. Bernardo

 Ford/Av.Taboão

 Ribeirão dos Couros

 S. Bernardo

 Capitão Casa

 Córrego Casa Grande

 S.Caetano do Sul

 São Caetano

 Ribeirão dos Meninos

 Santo André

 Faculdade de Medicina

 Ribeirão dos Meninos

 Santo André

 Oratório

 Córrego Oratório

 Embu das Artes

 Nova República

 Córrego Pirajuçara

 Taboão da Serra

 Parque Pinheiros

 Cór. Joaquim Cachoeira

 Taboão da Serra

 Portuguesinha

 Córrego Poá

 Osasco

 Rochdalle

 Ribeirão Vermelho

 Osasco

 Bonança

 Córrego Bonança

 


Os 53 piscinões da RMSP (2 em construção)
 

 

 

PISCINÃO  

 CONSTRUÇÃO

 ADMINISTRAÇÃO

 CURSO D’ÁGUA

 CAPACIDADE

 Anhanguera

 DAEE - Dez/2009

 Prefeitura de São Paulo

 Ribeirão Vermelho

 160 mil m³

2

 Aricanduva I

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Aricanduva

 200 mil m³

3

 Aricanduva II

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Aricanduva

 150 mil m³

4

 Aricanduva III

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Aricanduva

 320 mil m³

 Aricanduva V

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Aricanduva

 167 mil m³

 Bananal

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Bananal

 210 mil m³

 Bom Pastor

 Prefeitura de Santo André

 Prefeitura de Santo André

 Ribeirão dos Meninos

 19.3 mil m³

 RM-6/Praça dos Bombeiros

 DAEE – Jul/1999

 Pref. S.Bernardo / DAEE

 Córrego Rotary 

 34 mil m³

 RVBo-1 Bonança

 DAEE – Abr/2007

 Prefeitura de Osasco / DAEE

 Córrego Bonança 

 62 mil m³

10 

 Caguaçu

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Caguaçu

 310 mil m³

11 

 RM-7/Canarinhos

 DAEE – Mar/1999

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Córrego Saracantan 

 95 mil m³

12 

 RM-5/Capitão Casa 

 Pref. S. Bernardo

 Pref. S. Bernardo / DAEE 

 Ribeirão dos Meninos

 50 mil m³

13 

 RM-4/Chrysler 

 DAEE – Dez/2001

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Córrego Chrysler  

 190 mil m³

14  

 RT-3a/Corumbé

 DAEE – Jun/2002

 Prefeitura de Mauá / DAEE

 Córrego Corumbé 

 105 mil m³

15 

 CPTM/Jd. Maria Sampaio

 DAEE – Jun/2004

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Pirajuçara 

 120 mil m³

16 

 Rc-6/Ecovias Emigrantes

 DAEE – Dez/2001

 Prefeitura de Diadema / DAEE

 Ribeirão Capela

 120 mil m³

17 

 Eliseu de Almeida

 DAEE – Out/2004

 Prefeitura de São Paulo 

 Córrego Pirajuçara 

 113 mil m³

18 

 RM-9/Fac.Medicina

 DAEE – Jul/1999

 Prefeitura de Santo André / DAEE

 Prefeitura de Santo André / DAEE

 120 mil m³

19 

 RC-4aFord. Fábrica

 DAEE – Jul/2010

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Córrego Taboão 

 82 mil m³

20 

 RC-9/Ford. Taboão

 DAEE – Abr/2007

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Ribeirão dos Couros

 340 mil m³

21

 Guaraú

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Guaraú

 240 mil m³

22 

 Inhumas

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Inhumas

 100 mil m³

23 

 Jabaquara

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Águas Espraiadas

 360 mil m³

24 

 Limoeiro

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Limoeiro

 300 mil m³

25 

 RC-3/Mercedes Diadema

 DAEE – Mar/2003

 Prefeitura de Diadema / DAEE

 Ribeirão dos Couros

 140 mil m³

26 

 RC-2 a/Mercedes Paulicéia

 DAEE – Fev/2005

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Ribeirão dos Couros

 380 mil m³

27 

 RPI-2/Nova República

 DAEE – Jul/2000

 Prefeitura de Embú / DAEE

 Córrego Pirajuçara 

 110 mil m³

28 

 Olaria (em construção)

 DAEE

 Jardim Pirajuçara / Campo LImpo

 Córrego Olaria (Bacia do Pirajuçara)

 80 mil m³

29 

 AO-4/Oratório

 DAEE – Abr/2007

 Prefeitura de Santo André / DAEE

 Córrego Oratório 

 320 mil m³

30 

 Pacaembu 

 Prefeitura de São Paulo 

 Prefeitura de São Paulo 

 Córrego Pacaembu

 74 mil m³

31 

 RT-1a/Paço Municipal

 DAEE – Jun/1999

 Prefeitura de Mauá / DAEE

 Córrego Taboão 

 136 mil m³

32 

 Pantanal

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Três Pontes

 15 mil m³

33 

 RPI-4/Parque Pinheiros

 DAEE – Jul/2000

 Pref. Taboão da Serra / DAEE

 Córrego Joaquim Cachoeira

 117 mil m³

34 

 Parque Santana

 Prefeitura de Mogi das Cruzes

 Prefeitura de Mogi das Cruzes

 Ribeirão Ipiranga

 90 mil m³

35 

 Pedras

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Rio das Pedras

 25 mil m³

36 

 Pedreira

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Pedreiras

 1,5 milhão m³

37 

 RT-3/Petrobrás

 DAEE – Jul/2002

 Prefeitura de Mauá / DAEE

 Rio Tamanduateí 

 800 mil m³

38 

 RC-2/Piraporinha / Casa Grande

 DAEE – Jul/1999

 Prefeitura de Diadema  / DAEE

 Ribeirão dos Couros

 85 mil m³

39 

 POR-2/Portuguesinha

 DAEE – Out/2003

 Pref. Taboão da Serra / DAEE

 Córrego Poá

 120 mil m³

40 

 Rincão

 Prefeitura de São Paulo

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Rincão

 304 mil m³

41 

 RVBa-1/Rochdalle

 DAEE – Abr/2007

 Prefeitura de Osasco / DAEE

 Ribeirão Vermelho

 25 mil m³

42 

 Santa Teresinha

 Prefeitura de Santo André

 Prefeitura de Santo André

 Rio Tamanduateí

 19 mil m³

43 

 RM-11/São Caetano

 DAEE – Dez/2004

 Pref. São Caetano / DAEE

 Ribeirão dos Meninos 

 235 mil m³

44 

 Sharp 

 DAEE – Jan/2010

 Prefeitura de São Paulo

 Córrego Pirajuçara 

 500 mil m³

45 

 RO-1/Sônia Maria

 DAEE – Ago/2004

 Prefeitura de Mauá / DAEE

 Córrego Oratório 

 120 mil m³

46 

 RC-5/Taboão

 DAEE  - Set/2009

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Córrego Taboão 

 180 mil m³

47 

 Tapera Grande Três (TG3)

 Pref. Francisco Morato 

 Pref. Francisco Morato 

 Córrego Tapera Grande

 200 mil m³

48 

 Vila Campestre

 Pref. Mogi das Cruzes

 DAEE/Pref. Mogi das Cruzes

 Tio Ipiranga

 60 mil m³

49 

 Vila América 

 Prefeitura de Santo André

 Prefeitura de Santo André

 Córrego Guarará
(afluente Tamanduateí)

 3 mil m³ 

50 

 Vila Pires (7 piscinas) 

 Prefeitura de Santo André

 Prefeitura de Santo André

 Córrego Guarará
(afluente Tamanduateí)

 4,5 mil m³

51 

 RC-1/Vila Rosa

 DAEE – Jul/1999

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Ribeirão dos Couros

 113 mil m³

52 

 RM-2/RM-3/Volks Demarchi

 DAEE – Abr/2003 

 Pref. S. Bernardo / DAEE

 Ribeirão dos Meninos 

 170 mil m³

53 

 Sem nome (em construção) 

 Pref. Ferraz de Vasconcelos

 Pref. Ferraz de Vasconcelos

 Córrego da Piscina
(afluente Córrego Ribeirão/Itaim)

 16 mil m³

 

 

 

 

 Ribeirão Vermelho

 Total:9.948.800 milhões m³