Governo de SP entrega obra que garante 100% de esgoto tratado em Itapuí





O Governador em exercício Rodrigo Garcia, o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, e o superintendente do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) , Alceu Segamarchi, inauguraram nesta segunda-feira (23), a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de Itapuí. As obras foram executadas pelo DAEE, por meio do programa Água Limpa, e tiveram investimento total de R$ 12,3 milhões.

“Essa iniciativa faz parte do Programa Água Limpa, do Governo de São Paulo, que destina recursos para pequenas cidades, para que possam fazer investimentos em saneamento básico”, comentou Garcia.

“A ETE de Itapuí tratará o esgoto de 100% do município, já prevendo o crescimento da população até 2030. Hoje celebramos a entrega desta obra que melhorará a qualidade de vida dos moradores da região, lembrando que a implementação de saneamento básico é também é essencial para preservação do meio ambiente.”, afirmou Penido.

A estação tem capacidade para tratar 100% o esgoto do município, beneficiando mais de 12 mil moradores. O equipamento permite também a revitalização do córrego da Bica, afluente do rio Tietê, com a remoção de aproximadamente 26 toneladas/mês de carga orgânica proveniente do esgoto doméstico lançado “in natura”. A ETE cumpre um importante papel de agente de prevenção na saúde, reduzindo o risco de disseminação de doenças hídricas.

“Esta é uma obra fundamental para o município de Itapuí, que está se tornando um importante polo turístico do interior, às margens do Rio Tietê”, finalizou Segamarchi.


Sobre a ETE

Localizada na Estrada Bairro Baririzinho, a ETE de Itapuí é uma estação tipo lodo ativado por aeração prolongada, com remoção de fósforo por precipitação química que opera com um conjunto de reatores anaeróbios, filtros biológicos e decantadores. Este processo de tratamento, além de apresentar baixo custo de instalação e operação, ocupa uma área pequena (cerca de 4.500 m²), apresenta simplicidade operacional, baixa produção de lodos e eficiência compatível com a legislação ambiental.

O conjunto inclui também 640 metros de coletor tronco, estação elevatória, 135 metros de linha de recalque e 52 metros de emissário final.

116 municípios beneficiados

O Programa Água Limpa foi criado em 2005, por meio de uma ação conjunta da então Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos, DAEE e Secretaria da Saúde. O objetivo é implantar sistemas de tratamento de esgotos em municípios com até 50 mil habitantes não atendidos pela SABESP.

O programa já investiu R$ 561 milhões na construção de 119 ETEs em 116 municípios, beneficiando mais de 1,9 milhão de habitantes e retirando, aproximadamente, 3,5 mil toneladas por mês de carga orgânica dos rios paulistas.

Atualmente, o Governo do Estado está investindo mais R$ 21,4 milhões na construção de ETEs em outros dois municípios (São Joaquim da Barra e Presidente Venceslau), que vão tratar os esgotos de mais de 96 mil moradores.