Ações preventivas do Plano Verão são apresentadas em reunião com prefeituras e moradores do Alto Tietê

DAEE detalhou os investimentos que estão sendo feitos na região para evitar as enchentes no período chuvoso

O DAEE realizou ontem, 9 de outubro, no CTH (Centro Tecnológico de Hidráulica), a oitava reunião com os municípios do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) e representantes dos moradores da área de várzea do Tietê para discutir ações conjuntas para minimizar a cheias nas áreas que margeiam o rio.

A reunião, que teve como anfitriã a Superintendente do DAEE, Mara Ramos, abordou como tema central as ações preventivas do Plano Verão 2023-2024, que estão sendo realizadas pelo Governo do Estado e municípios para o combate às enchentes no próximo verão. O DAEE detalhou os investimentos na região e o trabalho de desassoreamento, que terá início ainda neste mês.

“São grandes os desafios enfrentados em épocas de chuvas intensas, e é por isso que temos trabalhado para criar medidas preventivas e soluções eficazes, conforme as diretrizes integradas nova gestão. A união de esforços entre o governo, as autoridades locais e cidadãos é fundamental”, explicou Mara.

No encontro, o DAEE apresentou as atualizações do cronograma de ações de desassoreamento do Rio Tietê nos lotes 3, 4, 6 e 7, que totalizam um trecho de cerca de 65,6 km, e beneficiação a zona leste da capital paulista, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes e Biritiba-Mirim.

“Na segunda quinzena deste mês, o DAEE assinará o contrato para início do desassoreamento nos lotes 4, 6 e 7 do rio Tietê, que beneficiará as cidades de Itaquaquecetuba, Suzano, Poá, Mogi das Cruzes e Biritiba-Mirim. O lote 3, que beneficia São Paulo e Guarulhos, está em fase de revisão contratual pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e deve ser iniciado até o começo de 2024”, explicou o engenheiro Jonathan Moreira.

Durante a reunião, o assessor de Planejamento da Subsecretaria de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado, Eduardo Trani, detalhou os novos projetos e inovações tecnológicas de informação geográfica que permitirão melhor planejamento urbanístico e regularização fundiária, com foco também no meio ambiente. Entre os destaques estão o mapeamento aerofotogramétrico para todo o Estado de São Paulo; o novo sistema de informações metropolitanas e municipais e a plataforma de monitoramento por satélite, realizada em adesão ao programa do Governo Federal “Brasil Mais”, e que permitirão acesso a imagens coletadas diariamente para acompanhamento de alterações fundiárias.

A geóloga do Departamento de Prevenção da Prefeitura de São Paulo, Dayane Curti, falou sobre o mapeamento de risco hidrológico realizado na capital paulista e os resultados na redução de risco em áreas críticas. Complementando o assunto, o diretor da Defesa Civil do distrito da Penha, Gilmar de Souza, apresentou as ações de monitoramento populacional de áreas de risco e a atuação do Comdec (Comissão Municipal de Defesa Civil) e suas 32 subdivisões junto à comunidade instalada na área de várzea do rio Tietê, na cidade de São Paulo.

Os municípios de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano foram representados pelo chefe da Defesa Civil de Itaquaquecetuba, Anderson Marchiori, que apresentou as ações preventivas que estão sendo realizadas pelos municípios para minimizar os riscos de enchentes no período chuvoso, como limpeza e manutenção da rede de drenagem urbana, construção de piscinões, desassoreamentos de córregos, treinamentos de Defesa Civil para os munícipes.

No último mês, a área do Condemat foi contemplada com um importe recurso do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) para criar o Plano Regional de Drenagem. O projeto terá aporte de R$ 7,8 milhões e possibilitará amplo estudo que apoiará a gestão de recursos hídricos e combate às enchentes, sem contar as políticas ambientais dos municípios para licenciamentos, contenção de áreas de risco e combate aos efeitos das mudanças climáticas. Além do consórcio, as cidades de Guarulhos, Itaquaquecetuba, Salesópolis e Suzano conquistaram recursos que serão aplicados em projetos e obras para reduzir os impactos das cheias.

Ainda no encontro, a Diretora da Bacia do Alto Tietê, do DAEE, Seica Ono, e o engenheiro Ruy Selmer trouxeram informações sobre o Programa Rios Vivos ciclo 2023-2024 e qual os procedimentos e exigências para que os municípios possam aderir ao programa. O novo ciclo do Rios Vivos foi lançado em junho deste ano e visa a revitalização de margens e desassoreamento de cursos d´água em todo o estado. Até o momento, apenas 4 municípios do Condemat enviaram ofício ao DAEE com interesse pela adesão.

“Estamos investindo em infraestrutura, melhorando os sistemas de drenagem, aumentando a capacidade de armazenamento de água e promovendo a conscientização comunitária sobre práticas seguras durante as chuvas. Além disso, estabelecemos canais de comunicação eficientes para alertas e orientações em tempo real. Vamos continuar trabalhando por um ambiente mais seguro e resistente às adversidades naturais. Agradeço a todos por sua cooperação e determinação. Estamos juntos nessa jornada para um futuro mais seguro e resiliente para todos”, reforçou Mara Ramos.

A próxima reunião será realizada no início de novembro.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn

+ Notícias 

Missão aconteceu na última semana (entre os dias 07 e 09 de maio), na capital paulista
A pauta foi destaque na 8ª reunião com o Grupo de Trabalho Integrado, no Consema
Medida contribui para a superação de desafios climáticos e o desenvolvimento econômico sustentável; investimento em resiliência hídrica é de R$ 115 milhões

Precisa de mais informações? entre em Contato

DEPARTAMENTO DE ÁGUAS E ENERGIA ELÉTRICA

Atendimento ao usuário
(11) 3293-8200

Sede
Rua Boa Vista, 170 
Sé – São Paulo/SP 
CEP 01014-000

Protocolo
Rua Boa Vista, 175 – Sobreloja
Sé – São Paulo/SP 
CEP 01014-000
protocolo@daee.sp.gov.br

REDES SOCIAIS

UNIDADES – Diretorias de Bacia

AÇÕES E PROGRAMAS

Canal de Denúncia

☏ 11 3293-8463
Funcionamento: 2ª a 6ª feira
das 9h às 17h, exceto feriados
✉ canaldedenuncia@daee.sp.gov.br 

Ouvidoria

☏ 11 3293-8463
Funcionamento: 2ª a 6ª feira
das 9h às 17h, exceto feriados
✉ ouvidoriadaee@sp.gov.br

SIC

Funcionamento: 2ª a 6ª feira
das 9h às 17h, exceto feriados
www.sic.sp.gov.br